Só para não dizer que só eu falo disso

A outra porta do prazer,
porta a que se bate suavemente,
seu convite é um prazer ferido a fogo
e, com isso, muito mais prazer.

Amor não é completo se não sabe
coisas que só o amor pode inventar,
Procura o estreito átrio do cubículo
aonde não chega a luz, e chega o ardor
de insofrida, mordente
fome de conhecimento pelo gozo.

- Carlos Drummond de Andrade


 
 

Sodomia

 

 


Anestésicos a parte, não existe nada melhor do que ser bem cavalgada por um homem.
Não entendo mulheres que ainda não descobriram o prazer de uma boa enrabada. Talvez eu tenha dado sorte de ser muito bem comida e hoje adorar ter um homem cavalgando bem fundo em mim.
Nem todas as mulheres compartilham dessa minha opinião, desconhecem as maravilhas que uma boa bunda arrebitada pode proporcionar. Daí meu apelo a vocês homens, insistam, mostrem às mulheres que existe gozo após um bom sexo anal.
Escolha uma noite e faça dela um momento especial. Coma-a como se fosse a primeira vez, carinho, atenção e um bom pau duro na vagina são um bom começo para quem quer arrombar a porta dos fundos.
Abocanhe os seios e sussurre no ouvido o quanto te deixa louco a possibilidade de comer a bunda dela.
Explore o corpo dela como se nunca tivesse visto antes, desça e caia de boca. Lamba a rachadura entre pernas, faça movimetos circulares com a lingua em torno do clitóris, com os dedos penetre-a vagarosamente e vá aumentando os movimentos como se estivesse anunciando o que é capaz de fazer com seu pau.
Ouça-a gemer, o gemido de uma mulher muitas vezes é um pedido para ser enrabada.
Quando ela estiver emplorando para ser comida, passeie com as pontas dos dedos, sinta a pele macia e percorra a rachadura que guarda o grande abismo pelo qual você quer ser engolido. Deixe seus dedos abrirem caminho, contorne o anus dela com as pontas e vá aumentando a pressão aos poucos até enfiá-lo inteiro. Alterne os movimentos de entrada e saída com algumas lambidinhas, a sensação é ótima.
Faça-a ficar quatro, mostre a ela o tesão que está sentindo e vá em frente. Com delicadeza esfregue a cabeça do seu pau na porta de entrada, vá aumentando a pressão e finalmente enrabe-a. Mantenha seu pinto lá parado por alguns segundos até que ela se acostume e comece as estocadas.
Para ajudar você pode ter a mão um lubrificante, masturbar a vagina e até dar uns tapinhas na bunda dela enquanto enraba, eu adoro uns tapinhas.
É bem possível que a partir de agora você tenha que enrabá-la toda vez que comê-la.
Lembro da sensação que sinto quanto tenho um pinto no meu traseiro. Sinto os dedos abrirem caminho, minha bunda se descolando e um calor súbito subindo por minhas coxas. Não consigo manter minha discrição por muito tempo, o raciocínio falha medida que a vontade de ser comida cresce. Tudo que passo a querer é o membro dele duro me arregaçando, adoro ter o pau dele engolido pela minha bunda.
O gozo de ser cavalgada por um homem é bem diferente, sinto a mão dele puxando meus cabelos, meu corpo tremer, calor e uma explosão. Sei que não sou a única mulher a me deliciar com um bom sexo anal, por isso, volto a dizer só não gosta de ser cavalgada aquela mulher que ainda não teve a sorte de encontrar um bom arrombador de portas traseiras.

 

 

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Mulher, O sonho de muitos e pesadelo de alguns.